Bahia Bahia

Siga-nos

Em 10 anos, Simeone criou 'cholismo' e anulou fama negativa do Atlético de Madrid

Em 10 anos, Simeone criou 'cholismo' e anulou fama negativa do Atlético de Madrid
27 dezembro 10:36 2021 Imprimir notícia
Esporte

Ficar dez anos em um mesmo clube de futebol é raro. Diego Simeone pode se orgulhar dessa façanha. O argentino completou uma década no comando do Atlético de Madrid na última quinta-feira, dia 23. O treinador alcança a marca expressiva em meio a críticas por maus resultados em sequência, mas tem a confiança da diretoria e deve continuar seu trabalho, vitorioso e duradouro, ainda que sob críticas.

Simeone transformou o Atlético em um time forte e aguerrido, foi responsável por montar sistemas defensivos competentes e um contra-ataque mortal e encontrou o equilíbrio entre defesa e ataque. O "cholismo", que pressupõe coragem, garra, concentração, confiança em derrubar gigantes e também a arte de viver o agora, partida a partida, despertou uma grande ilusão entre um torcedor que havia perdido as esperanças de ver seu time entre os melhores. Dez anos depois, pode-se dizer que cumpriu os seus objetivos e mudou a história do clube de Madri.

Simeone conseguiu implementar com sucesso suas ideias de jogo. Foi feliz em, sobretudo, passar aos atletas o seu jeito de agir e pensar que vai além do futebol. O "não deixar de acreditar" aplica-se quase diariamente como sinônimo de esforço, de luta e de solidariedade.

"O clube procurou um ex-jogador para voltar a animar os torcedores e se saiu muito bem", recorda-se o ex-zagueiro Álvaro Domínguez, que foi atleta de Simeone em 2011, em entrevista ao podcast El Larguero.

Simeone foi contratado em 23 de dezembro de 2011 para resgatar o Atlético, imerso, na ocasião, em uma crise esportiva. Não pensou duas vezes em sair do Racing e topar o desafio de treinar um dos maiores clubes da Espanha e que ele conhecia bem, uma vez que teve uma passagem importante, de mais de quatro anos, como jogador por lá.

"Estou muito feliz, venho com esperança e alegria", afirmara o treinador em sua apresentação sem saber que se tornaria um dos personagens mais importantes na história do clube espanhol, ostentando títulos, recordes e marcas expressivas.

A maior delas, sem dúvida, referem-se aos títulos. Ele é o técnico com o maior número de conquistas nos 118 anos do clube madrilenho. São oito troféus sob o seu comando: Liga Europa (2012 e 2018), Supercopa da Europa (2012 e 2018), Copa do Rei (2013), Supercopa da Espanha (2014) e Campeonato Espanhol (2014 e 2021). Cabe lembrar que, com Simeone, o Atlético chegou duas vezes à final da Liga dos Campeões, em 2014 e 2016, caindo em ambas as decisões para o Real Madrid.

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES DO ESTADAO CONTEUDO

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

    sem postagens neste mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

    sem postagens neste mês